Posts Tagged 'atmosfera'

Fotógrafo retrata intensificação da aurora boreal

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

A aurora boreal, fenômeno luminoso que ocorre no pólo Norte, geralmente na época dos equinócios, está se intensificando desde 2007 e deve atingir o ápice de luminosidade em 2012, segundo a Nasa – a agência espacial americana.

Fotógrafo retrata intensificação da aurora boreal

Fotógrafo islandês Orvar Thorgiersson está registrando a evolução do fenômeno aurora boreal

O fenômeno é causado pelos ventos solares que carregam um fluxo contínuo de partículas elétricas liberadas pelas explosões que ocorrem na superfície do Sol. Quando estas partículas atingem os campos magnéticos da Terra algumas ficam retidas provocando a luminosidade intensa pela liberação de energia ocorrida com a colisão destas partículas com as moléculas e átomos presentes na atmosfera.

O fotógrafo islandês Orvar Thorgiersson, 35, está registrando a evolução do fenômeno. “Agora há dias em que as luzes são tão claras que você pode ler um livro à noite. Elas são mais claras que a lua”, diz.

O evento será causado pelo máximo solar, período em que o campo magnético no equador do sol roda num ritmo ligeiramente superior ao dos seus pólos. O ciclo solar leva em média 11 anos entre um máximo solar e o outro. O último máximo solar ocorreu em 2000. Segundo a Nasa, o próximo, que ocorrerá em 2012, deve ser o maior desde 1958, quando a aurora boreal surpreendeu os habitantes do México com três ocorrências.

Em 2012, espera-se que as luzes da aurora possam ser vistas até a latitude de Roma. No entanto, caso seja de fato tão intenso, o fenômeno poderá causar problemas a telefones celulares e sistemas de GPS pela liberação de energia num grau mais elevado.

Fonte: Terra Ciências


Tags: , , , , ,

Meteoro cai na África do Sul

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

No dia 21 de Novembro, um meteoro passou sobre Johanesburgo, na África do Sul.

Meteoro cai na África do Sul

Já era noite quando ele cruzou os céus e caiu, gerando um clarão esverdeado registrado por moradores. Segundo reportou o Daily Telegraph, pouco depois da queda, o Planetário de Johanesburgo pediu a quem tivesse registrado o evento que divulgasse as filmagens.

No dia seguinte, já havia versões no YouTube da cauda brilhante visível sob as nuvens. Apesar de esforços, o meteoro ainda não foi encontrado…

Segundo a NASA, a Agência Espacial Norte Americana, milhões de meteoros entram na atmosfera todos os dias. A maioria, no entanto, é do tamanho ou menor que a palma da mão. A altitudes entre 65 e 120 quilômetros eles se tornam visíveis e se desintegram normalmente entre 50 e 95 quilômetro acima da superfície.

Abaixo, dois vídeos diferentes mostram os instantes em que ele cruzou o céu; na metade do primeiro, a cena é re-exibida em câmera lenta.

 


Tags: , , , ,

Reino Unido amplia fechamento do espaço aéreo

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

O centro de controle de tráfego aéreo do Reino Unido (Nats) ampliou neste sábado até as 13h (9h, Brasília) de domingo a restrição a voos nos céus britânicos, em virtude da nuvem de cinzas lançadas à atmosfera por um vulcão islandês.

O espaço aéreo britânico está fechado desde a manhã de quinta-feira. O Nats divulgará uma nova estimativa às 23h (Brasília) de hoje. Para o professor Brian Golding, chefe de previsões do Escritório Meteorológico do Reino Unido, é provável que a nuvem permaneça sobre território britânico por vários dias.

Fonte: Terra

 


Tags: , ,

Nuvem de cinzas avança sobre Europa e agrava caos na aviação

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

O caos aéreo na Europa agravou-se neste sábado à medida que uma imensa nuvem de cinzas vulcânicas se espalhava pelo continente, impedindo a saída de três a cada quatro voos e paralisando milhares de passageiros em todo o mundo. A agência de aviação Eurocontrol disse que nenhum pouso ou decolagem era possível para aeronaves civis em grande parte do norte e do centro da Europa, devido à nuvem formada pela erupção de um vulcão na Islândia.

Muitos países fecharam o espaço aéreo até domingo ou segunda-feira e meteorologistas preveem que a coluna de fumaça não vai se afastar muito. Eles disseram que a coluna de cinzas poderia até mesmo ficar mais concentrada na terça ou quarta-feira, resultando em uma ameaça ainda maior às viagens aéreas.

A coluna de fumaça que subiu para as partes mais altas da atmosfera, onde pode causar destruição das turbinas e estrutura dos aviões, está custando às companhias aéreas mais de US$ 200 milhões por dia e arruinou planos de viagem ao redor do mundo. Voos de teste sem passageiros estão sendo realizados na Holanda e outros países europeus para avaliar o impacto das cinzas nas aeronaves, disse o governo holandês neste sábado.

Continuar lendo »


Tags: , , , , , ,

Erupção na Islândia é pequena demais para resfriar o planeta

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

Nuvem de cinzas cobre a região próxima ao vulcão, na Islândia

Grandes erupções vulcânicas já tiveram efeito refrigerador no clima da Terra, mas o recente evento na Islândia é pequeno demais para trazer alívio ao aquecimento global antropogênico, disseram cientistas nesta sexta-feira.

O evento marcante desta capacidade de refrigeração vulcânica dos últimos 20 anos ocorreu em 1991, quando o monte Pinatubo entrou em erupção nas Filipinas, resfriando a superfície terrestre em 0,5°C no ano seguinte, o suficiente para compensar o impacto dos gases causadores de efeito estufa entre 1991 e 1993.

Um episódio refrigerador menor ocorreu em 1980, quando o monte Santa Helena, no Estado americano de Washington, teve seu topo pulverizado, um evento que embora tenha sido impressionante, expeliu apenas um décimo do material liberado pelo Pinatubo.

O resfriamento se explica por uma fórmula simples: o vulcão libera grande quantidade de cinzas vulcânicas e dióxido de enxofre, que são transportados para a estratosfera, camada da atmosfera acima da troposfera, a mais próxima da superfície.

Lá, fenômenos físico-químicos criam uma fina camada de partículas esbranquiçadas que, durante meses ou anos, circundam a Terra e refletem parte dos raios solares, impedindo que a radiação atinja o solo.

“Basicamente, é como colocar um escudo refletor sobre o pára-brisa do carro, impedindo que o interior aqueça demais”, comparou Colin Macpherson, da Universidade Durham University, nordeste da Inglaterra.

Continuar lendo »


Tags: , , , , , , , , , ,

A 4ª Profecia Maia

Categoria: Profecias Escreva um comentário »

A quarta profecia Maia diz que o aumento da temperatura cusado pela conduta anti ecológica do homem e uma maior atividade do sol provocará um derretimento do gelo nos polos. Se o sol aumenta seus níveis de atividade acima do normal haverá uma maior produção de vento solar, mais erupções massivas desde a coroa do sol, um auemnto de irradiação e um incremento na temperatura do planeta.

Os Maias se basearam no giro de 584 dias do planeta Vênus, para calibrar seus cálculos solares. Vênus é um planeta facilmente visível no céu, pois sua órbita está entre a terra e o sol. Eles deixaram registrado no códice Dresde que cada 117 giros de Vênus marcados cada vez que aparece no mesmo lugar no céu, o sol sofre fortes alterações, aparecem enormes manchas e erupções dos ventos solares.

Advertiram que cada 1.872.000 kins ou 5.125 anos se produze alterações ainda maiores e que quanto isto ocorre o homem deve estar alerta, é um presságio de mudanças e destruição. No códice Dresde também figura a cifra 1.366.560 kin que tem uma diferença de um katum, 20 anos com a cifra que aparece no tempo da cruz.

No tempo da cruz no palenque está talhado a cifra 1.366.540 kins a diferença que tem com o q está anotado no códice Dresde, é de 20 anos ou um katum. É um período de tempo que chamavam o tempo do não tempo, no qual estamos vivendo desde 1992, as mudanças na atividade do sol serão mais fortes, posto que as proteções que temos a nível planetário se estão debilitando, o escudo eletromagnético que nos cobre está diminuindo sua intensidade.

A 4ª Profecia Maia

A produção do ozônio na ionosfera que impedia os raios ultravioletas tem diminuido e tem aparecido uns enormes agujeros sobre os polos permitindo a chegada dos raios de sol a superficie do planeta. A atividade do homem está alterando a composição da atmosfera, produzindo o chamado efeito invernadero que atrapa o calor e aumenta a temperatura.

Continuar lendo »


Tags: , , , , , , ,