Posts Tagged 'LHC'

Fim dos tempos não acontecerá em 2012, diz Nasa

Categoria: Notícias 1 Comentário »

A Agência Espacial Americana (Nasa) anunciou que o mundo não ia acabar – pelo menos não em curto prazo. No ano passado, o Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern), declarou a mesma coisa, o que se pode imaginar, seja uma boa notícia para aqueles dentre nós que costumam se assustar com qualquer coisa. Quando é que duas instituições científicas desse grau de competência já haviam garantido à humanidade que tudo ficaria bem?

Por outro lado, a notícia é um tanto deprimente para aqueles que estavam planejando deixar de lado os pagamentos da prestação da casa própria para gastar tudo em uma última farra. Os pronunciamentos do Cern tinham por objetivo atenuar a preocupação quanto à possibilidade de que seu novo acelerador de partículas, o Large Hadron Collider (LHC), viesse a criar um buraco negro capaz de devorar o planeta.

Já os anúncios da Nasa, feitos em forma de uma série de posts em seu site e de um vídeo postado no YouTube, eram resposta à preocupação quanto à possibilidade de que o mundo acabe em 21 de dezembro de 2012, quando um ciclo de 5.125 anos conhecido como “Contagem Longa”, no calendário maia, supostamente deve chegar ao fim.

Os rumores sobre o fim do mundo atingiram o ponto de fervura quando do lançamento de ‘2012′, filme de Roland Emmerich, que no passado já havia infligido previsões catastróficas ao planeta, em forma de ataque alienígena e era glacial, nos longas ‘Independence Day’ e ‘O Dia Depois de Amanhã’.

Em seu trabalho, um alinhamento entre o Sol e o centro da galáxia, em 21 de dezembro de 2012, faz com que o Sol enlouqueça e cause ferozes tempestades em sua superfície, que lançam ao espaço partículas subatômicas difíceis de detectar conhecidas como neutrinos. De alguma forma, os neutrinos se transmutam em outras partículas, o que resulta em aquecimento do núcleo planetário da Terra.

Continuar lendo »


Tags: , , , , , , , ,

‘Fim do mundo’ vira piada entre físicos brasileiros do LHC

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

O temor de que o superacelerador pudesse criar buracos negros que engoliriam a Terra virou piada entre os físicos brasileiros que trabalham no LHC . “Isso até nos diverte”, ri Gustavo Valdiviesso, da Unicamp. “Sabemos por observação que esse risco não existe”.

Nem tudo foi motivo para riso, porém. Na Índia, uma adolescente de 16 anos se matou bebendo pesticida. Segundo seu pai, ela ficou traumatizada pelos relatos na imprensa de que uma “máquina do Big Bang” poderia acabar com o mundo.

Os brasileiros, em sua maioria alunos de pós-graduação, sentiram-se parte de um marco na história da física.

Assim como Valdiviesso, Mauro Rogério Cosentino, doutorando da USP, trabalha no Alice, um dos quatro detectores de partículas do acelerador. Para ele, o experimento é uma aventura fascinante e imprevisível como as grandes descobertas dos navegadores.

“Nossa Índia é o bóson de Higgs”, compara. “Mas quem sabe qual será a América que encontraremos?”

Com apenas 26 anos, o curitibano Guilherme Hanninger participa do experimento como parte de um grupo de estudos da Universidade de Bonn, na Alemanha, onde completa seu doutorado. Sua tese estuda uma das formas de detectar o bóson de Higgs. “É a última peça do quebra-cabeças que falta, e é um privilégio poder participar dessa busca”, diz o ex-estudante da USP.

Fonte: Folha Online – Ciência


Tags: , , , , ,