Posts Tagged 'planetas'

Veja 10 previsões de apocalipse furadas

Categoria: Profecias 1 Comentário »

O homem imagina há milênios como será o apocalipse. De tempos em tempos surge uma nova teoria, com fundamento ou não, de como será o nosso fim. Contudo, algumas acabam falhando totalmente e, após provocar pânico em algumas pessoas, viram piada. Conheça algumas das teorias apocalípticas mais furadas da história.

Veja 10 previsões de apocalipse furadas

01) William Miller, fazendeiro americano, estudou a Bíblia por anos e concluiu que o tempo escolhido por Deus para destruir o mundo poderia ser previsto graças a uma interpretação estritamente literal do livro sagrado. Disse que o mundo acabaria em algum momento entre o dia 21/03/1843 e 21/03/1844. A notícia se espalhou, criando seguidores, que ficaram conhecidos como Millerites. Eles decidiram que a data do fim seria 23/04/1843. Após o mundo seguir existindo, o grupo se dissolveu.

02) Joseph Smith, fundador da igreja Mórmon, convocou reunião com os líderes da igreja em fevereiro de 1835. Nela, anunciou que tinha falado com Deus e que Ele havia revelado que Jesus Cristo retornaria em alguma data dentre os 56 anos seguintes. A partir da data do retorno, o fim do mundo seria iniciado.

03) Em 1881, um astrônomo descobriu que as caudas de cometas eram compostas por um gás mortal conhecido como cianeto. Não muito interesse surgiu com a notícia, até que alguém percebeu que o cometa Halley passaria pela Terra em 1910. Então surgiu a dúvida: “todos no planeta seriam atingidos por um gás mortal?”. O jornal The New York Times publicou a especulação, o que gerou pânico no país e no exterior, que só acabou com o anúncio de cientistas de que nada havia para temer.

04) Em maio de 1980, o fundador da Coalização Cristã, Pat Robertson, disse em seu programa de televisão que sabia quando o mundo ia acabar. Segundo ele, até o final de 1982 o planeta teria seu fim. Não teve.

Continuar lendo »


Tags: , , , , ,

Nem estrela nem planeta, telescópio descobre objeto inclassificável

Categoria: Notícias Escreva um comentário »

O telescópio espacial Kepler, da Nasa, detectou dois objetos astronômicos que não se encontram em nenhuma categoria conhecida por astrônomos.

Apresentadas no dia5 de janeiro na reunião da Sociedade Americana de Astronomia (AAS, na sigla em inglês), essas entidades que orbitam estrelas são quentes demais para serem planetas, mas muito pequenas para serem consideradas outras estrelas. A temperatura nesses corpos celestes ultrapassa 14 mil graus Celsius.

As principais teorias para a natureza dos objetos englobam os dois extremos do ciclo de vida cósmico. Jason Rowe, responsável pela descoberta, sugere que eles são planetas recém-nascidos, onde normalmente a temperatura é alta.

Já Ronald Gilliland, do Instituto de Ciências do Telescópio Espacial, diz acreditar que os misteriosos objetos sejam estrelas do tipo das anãs brancas que estão morrendo, perdendo camadas exteriores e encolhendo.

Projetado para localizar objetos semelhantes à Terra, o Kepler já achou, em seis semanas de operação, cinco planetas fora do Sistema Solar. Todos porém, são grandes e quentes, mais parecidos com Júpiter.

O menor deles tem aproximadamente o tamanho de Netuno, o quarto maior planeta do Sistema Solar. De acordo com o chefe da divisão de astrofísica da Nasa, Jon Morse, “é apenas questão de tempo até que as observações do Kepler levem a planetas menores e com períodos mais longos de órbita, aproximando-se cada vez mais da descoberta do primeiro deles análogo à Terra”.

Fonte: Folha Online – Ciência


Tags: , , , , , ,